mercoledì 11 marzo 2009

Alô alô e dois meses longe.

"Alô alô, a noite vem, pra depois no outro dia nascer e o futuro moldar"...

Hoje digo que vivo realmente essa frase de Toquinho. Hoje, 11/03, completam-se dois meses longe de uma outra vida que já tive. Vida essa que tinha meus pais por perto, meus amigos ao meu lado, minha casa ao meu alcance, minha cama, meu cachorro, meu chão. Hoje vivo sobre outros chãos, dentro de uma outra casa, flagrando caras novas, respirando ares novos. Me dou conta após esse breve período de tempo percorrido o quanto é real o que está acontecendo em minha vida. Traz o prazer reconfortante da conquista e ao mesmo tempo um medo desconcertante que te confunde, pois agora é o momento em que realmente escuto a ficha bater no chão. Alô alô...

A saudade é uma outra questão agora, já não é uma constante mas sim uma normalidade para quem está longe. A questão agora é perceber que é você com você, e ponto final. Não tem pra onde correr senão ao seu próprio peito. O que é lindo descobrir. Entender o jogo deixa de ser uma obrigação teórica e passa a ser uma necessidade pessoal, particular e determinante. Será que esse é o início do 'crescer' ou esse é o início consciente do 'crescer'?

A palavra pra mim aqui ainda é a 'gratidão'. Muito obrigado, hoje e sempre.

"Vamos por aí, sabendo que o mundo é cruel e lindo, sem se iludir, às vezes chorando e às vezes sorrindo!"

5 commenti:

  1. forza bambino!

    o amanhecer mais belo vem apos a mais terrivel tempestade..
    vc nao esta sozinho..

    abs do cunhado

    RispondiElimina
  2. Saudades maninho...

    RispondiElimina
  3. Sentir, simplesmente sentir,seja medo ou saudades no faz perceber que estamos vivos e é isso que realmente importa! Tem uma letra do Ney Matogrosso que diz: -"Quem sabe o que se dá em mim? Quem sabe o que será de nós? O tempo que antecipa o fim também desata os nós". Aproveite seu tempo!

    Amo você, Ju

    RispondiElimina
  4. errata: nos faz perceber que estamos vivos...

    RispondiElimina
  5. querido Lucas, há algum tempo 'flerto' anonimamente teu blog, e, com um orgulho besta (e pretensioso) de - de alguma forma - me sentir fazer parte da sua história e de voce estar aí, vivo, vivendo feliz se abrindo para o mundo, resolvi mandar esse post e me logar pra aproximar! seja o mundo e leve sua emoção para ele, que é disso que o mundo precisa, no mínimo, pra reverter o aquecimento global!!!!! forças.
    PS.: o lucas (meu filho) comenta sempre que sente muitas saudades de voce! quem sabe ele vai te visitar qualquer hora!
    bjs e abs, zol

    RispondiElimina